+258848918360 [email protected]
Quarta-feira, Julho 15, 2020
Notícias

Camião “desgovernado” capota e evita tragédia no Lobito

LOBITO: CAMIÃO CAI AO SUBIR A ESTRADA NACIONAL 100
LOBITO: CAMIÃO CAI AO SUBIR A ESTRADA NACIONAL 100

Lobito – Um camião que seguia para a província da Huíla, com 35 toneladas de farinha de trigo, capotou hoje, domingo, após falhas nos travões que obrigaram o motorista a exibir perícia de maneira a evitar atropelar as pessoas num troço movimentado do Lobito, constatou a ANGOP.

 

Tudo aconteceu depois que Daniel Lukamba, 41 anos, que vinha de Luanda ao volante de um camião de marca Volvo, matrícula Ld-73-59 Co, perdeu os travões, quando descia uma curva perigosa do troço descendente da Bela Vista, na Estrada Nacional EN-100, Zona Alta da cidade do Lobito, e por escassos metros conseguiu evitar uma tragédia.

Em declarações à Angop, Daniel Lukamba disse que o acidente foi provocado por falhas no sistema de travões do camião, que transportava um contentor de 40 pés carregado com farinha de trigo para uma empresa na cidade do Lubango, capital da Huíla.

“Vinha a descer e ao travar senti falhas nos travões”, contou o condutor, sublinhando que antes de sair da capital do país o veículo que conduzia passou por uma manutenção e que nada indicaria esse desfecho inesperado.

Com uma lágrima no canto do olho, Daniel Lukamba admite que, na segunda curva do referido troço, começou a perder forças nas mãos, mas tudo fez para resistir ao “imprevisto”, porque, como refere, havia muita multidão na estrada.

“Então, lutei e consegui virar o camião para o sentido ascendente da via, para fugir à multidão”, descreve o jovem, que acrescenta ser a primeira vez que tal infortúnio acontece na sua vida de camionista, que já leva 12 anos.

José António, um mecânico que, por sinal, chegou a verificar o sistema de travões do camião já capotado, considera Daniel Lukamba o “camionista do milagre” e refere que a correia da bomba de ar rebentou, pelo que o condutor não conseguiu descrever com segurança o troço descendente da Bela Vista.

“Só que o camionista foi bom ao aguentar o carro, senão matava muita gente. Seria um desastre no Lobito”, rematou o mecânico.

Por seu lado, Félix Caliato, uma testemunha, revela que viu ao longe o esforço do camionista em tentar mudar a direcção da viatura, já que havia muita gente a circular no Africano, sobretudo vendedores ambulantes, entre os quais crianças.

Segundo Félix Caliato, na área onde o camião capotou estavam duas pessoas, das quais uma criança de 12 anos que vendia água fresca, mas minutos antes do acidente teria saído para atender um cliente.

Quem também apanhou susto ao ver o camião descer em “ziguezague” é o munícipe Agostinho Tchimboto, que confessa ter se refugiado numa loja nas proximidades do local com um jovem que igualmente se encontrava na zona.

Agentes da Brigada Especial de Trânsito (BET), da Polícia Nacional no município do Lobito, província de Benguela, já estiveram no local para averiguar as causas do acidente.

Leave a Response